Europa 2010 – Post 4 – Norcia e chegada na Umbria

1o. dia – 16/05/2010 – O GPS mais uma vez aprontou e me levou de Campobasso a L’Aquila pela estrada costeira do Mar Adriatico. Eu queria ter ido por dentro. Acho que preciso aprender como usar melhor este bicho! A um certo ponto comecei a seguir placas e fiz um caminho meio termo. Quando começamos a passar pelo meio da Italia ficou bem mais dificil de dirigir por causa das curvas mas muito mais interessante. A paisagem é bem mais divertida.

A regiao do Molise onde fica Campobasso e Vinchiaturo é composta de montanhas e vales. Ja em Abruzzo estas montanhas e vales se tornam muito mais ingremes. A Paisagem muitas vezes lembra locais connhecidos nossos.

Em L’Aquila deu para ver o tamanho do estrago do terremoto. Nao foi a cidade inteira como apareceu na TV mas foi grande. Pegou a maior parte da cidade antiga medieval. Fotografamos o Duomo quase todo restaurado. Impressiona a tecnologia construtiva deles para lidar com estes prédios historicos. Na cidade nao fotografamos nada porque a maior parte da area esta fechada e, sinceramente, nao é animador fotografar tragédia. Pedimos informaçao para um morador de como chegar a Norcia pela estrada interna (para nao acontecer de novo do GPS decidir o que fazemos) e ele nos indicou tudo certinho passando por Amatrice, o local de onde vem a “Pasta alla Amatriciana”. De cara descobrimos que existem 2 tipos de molho: O branco e o vermelho. O vermelho é o conhecido com molho de tomate, ovos e quetais. O branco é muito parecido com o que aprendemos com o Sauro, ou seja: azeite, toucinho torrado e queijo pecorino com pimenta do reino por cima. Este caminho foi muito legal e estavamos bem perto de Norcia.

O hotel em Norcia é bem diferente, um castelo que foi reconstruido e esta funcionando a 5 anos. O dono Alessandro, uma figura! A noite fomos conhecer a cidade medieval, ainda murada e completamente intacta e com vida comum. Impressionante. Como estava frio (continua) nao esperamos os restaurante abrir. Compramos queijos, embutidos tipicos daqui, pao e uma garrafa de vinho e fomos ao hotel.

2o. dia – 17/05/2010 – Depois da “colazzione” fomos embora. Passamos por Casteluccio (Viu Denise!), Preci, Spoleto e enfim chegamos a Foligno.

A viagem nesta estrada entre montanhas ingremes, com picos nevados e muito frio em contraste com vales grandes e com temperatura mais alta foi uma vivencia interessante. Passeamos em vilas medievais pequenas e grandes.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>