Safra fechada, safra começada!

Pois é, no mato é assim mesmo. Parece serviço de casa. Quando você terminar tudo tem que começar de novo e começar de novo,  e assim vai!

Fechamos a safra 10/11 bem. Ainda não pagamos os custos totais mas pelo menos os de custeio direto. Investimentos, transporte, remuneração pessoal virão com o tempo. O saldo foi bom especialmente se pensarmos em avanços qualitativos. A produtividade das pimentas aumentou em 50% por pé plantado.

Fora Pimenta e Salsa o resto não valeu a pena mas foram experiências que poderemos refazer com melhor planejamento, especialmente de quando plantar.

Premiamos quem nos ajuda e faz acontecer e isso é muito gratificante.

Começamos a safra 11/12 aumentando a quantidade de mudas e de tipos de pimentas. Estamos esperançosos e confiantes.

Porcos ou Suinos

Hoje numa conversa patrocianada pelo Sauro com 2 representantes do SEBRAE aprendi a diferença entre porcos e suinos. Uma das representantes, Zootecnista e consultora para a área de agronegócios no Estado de São Paulo explicou que na escola não se pode usar a expressão “porco” porque tecnicamente o nome correto do grupo é “suino”.

Além disso há pesquisas mercadológicas e de marketing que demonstram que a palavra “suino” é mais, digamos, “palatável”. Desculpe mas o trocadilho foi fatal!!!! Ou seja, as pessoas até comem carne suina mas daí a dizerem que acham porco gostoso já é querer demais.

Brincadeiras a parte, foi uma reunião muito boa e agradável onde tive o prazer de conhecer 2 pessoas que me pareceram extremamente interessadas no que fazem e no nosso projeto em particular.

Fiquei realmente com esperança de que terei apoio para iniciar o planejamento e o projeto de negócio para desenvolvermos mais esta opção lá em Piedade.

Para completar recebi a notícia que o topógrafo vai amanhã fazer o levantamento com Geoprocessamento e com isto uma etapa importantissima estará encaminhada.

Dia dos Pais

Almoçamos em casa com a familia Crabèe e o Thiago. Fizemos um cardápio bem tradicional para agradar aos “Jovens”.

Macarrão caseiro com molho ao sugo e bife a parmegiana com salada de folhas. De sobremesa, doce de abóbora em pedaços.

Para acompanhar 2 vinhos argentinos, ambos Malbec.

O papo estava ótimo e saiu todo mundo cançado e com vontade de dormir.

Sítio Rancho Alegre, um projeto de futuro

Nossa vida tem girado muito em torno do Sítio. Além da plantação de pimentas peruanas e de salsa que está seguindo forte estamos dando passos fortes na direção de estabelecer condições adequadas para se tornar um produtor completo.

Agora mesmo estamos quase no final da construção de um poço no terreno de cima. Isto nos deixará mais independente e com maior controle sobre a qualidade da água que usamos. É passo fundamental para atingir uma produção mais natural e certificada.

Para o ano esperamos consolidar a proposta de criação de porcos caipira, olhando lá na frente a possibilidade de produzir embutidos e defumados a partir dos animais criados por nós.

Uma reforma nas instalações será fundamental e se alcançarmos uma estrutura minima com 3 ou 4 funcionários poderemos pensar seriamente em ganhar parte de nossos rendimentos de lá. Eu e a Téia acreditamos muito que isso ocorrerá.

Nova geração de sobrinhos e sobrinhas

No último dia 31 de julho nasceu a Ana Clara, filhinha da Tati com o Axel. Nasceu grande e bem de saúde. Parece, pelas notícias, calma.

Não é a primeira sobrinha de 2o. grau. Já temos o Tiago e (filhos da Déia e do Rogério), Savanah e Sara (filhas da Luciana e do Gladimir) e o Leonardo (do Dú e da Patrícia).

Estamos ficando cheios de gente nesta nova geração dos 2 lados da familia e em alguns casos, globalizados. As filhas da Luciana e do Gladi são Brasileiras e Americanas e a Ana Clara nasceu Brasileira, Francesa e Italiana ao mesmo tempo. Uau!!!!