Friccò premiado

Acabei de receber uma mensagem do prêmio que o Friccò do nossos amigos Rita e Sauro receberam por representar com o restaurante uma expressão da culinária e cultura italiana.

Mais do que merecido.

A gente sabe que hoje em dia muito do que ocorre são ações de marketing e sem ele as empresas não sobrevivem, mesmo sendo boas empresas. Mas neste caso o possível marketing é daqueles casos verdadeiros. Antes de mais nada o Friccò é um pedaço da Itália pelo modo como fazem as coisas, como te atendem, como se relacionam os funcionários e auxiliares.

Logo de cara, num das primeiras vezes que fui lá fiquei impressionado com a forma que o João me mostrou um vinho da Umbria. Sabendo que minhas origens vem de lá ele disse: ” Este aqui é um ótimo vinho da nossa terra”. Só que o nossa era profundo e sincero. Isto faz toda a diferença.

Além deste aspecto a simpatia dos demais personagens (por que não chamá-los assim) ajuda muito a ficar satisfeito. O Luciano é o exemplo mais lapidado disso que falo. Certa vez disse que gostaria de comer um risoto, que aliás acho dos melhores de São Paulo, e aí ele sai com essa: “Vou fazer na casca de parmesão”. Fez de novo toda a diferença, transformou um risoto num momento bonito que vez ou outra, como agora, me lembro com alegria.

Se desse eu iria mais vezes lá. É isso.

Ajis, Rocoto e Huacatay – 2011

Começou a safra 2011 de pimentas peruanas. A novidade deste ano são os rocotos. As experiências têm aprofundado nosso conhecimento e práticas e com isso os frutos estão mais bonitos e saborosos.

A receptividade dos Chefs dos restaurantes e as procuras que temos tido estão nos motivando a melhorar ainda mais. Mesmo sabendo que daqui a pouco vão aprecer produtos simlares temos certeza que continuaremos a nos diferenciar pela qualidade e atendimento.

Outra coisa interessante é o huacatay. Esta erva que parece ser da familia das mentas, tem cara de “mentruz” ou até mesmo da nossa “serraia” que é uma espécie de verdura rústica que nasce por conta própria tem sido usada e procurada pelos Chefs por completar o sabores com os Ajis e Rcotos.

Já inventamos e fizemos uma mistura de culinária mediterrênea com peruana. Saiu uma “bruschetta” de  tomate de árvore (sacha tomate no Perú ou tamarilho aqui no Brasil) com huacatay picado regado com azeite de oliva. Na versão picante leva um pouco de Aji Amarillo picado.

Nossa expectativa é aumentar em 50% a produção do ano passado. Já melhoramos a logística e pretedemos ter produto o ano inteiro, mesmo fora da safra. Para isso vamos guardar frutos limpos e congelados e fazer pastas puras também congeladas.