Um amigo reencontrado. Que bom!

Hoje vendo se havia comentários nos meus “posts” encontrei um do Marcos da 3D Brasil, a primeira empresa que cuidou da imagem da nossa empresa (UK à época) e que se tornou meu amigo particular. Fomos a um jogo do Palmeiras X Flamengo no Parque Antártica. O detalhe é que ele é flamenguista (nunca entendi isto muito bem) e eu não sou palmeirense, sou santista!

Além disso o Pedro começou sua “vida profissional” fazendo um estágio de férias no escritório dele.

Fiquei bem feliz e é por estas que mantenho o blog funcionando.

Noticias escabrosas

Ontem ouvi 2 notícias escabrosas. A 1a. era do naufrágio em Manaus ocorrido porque todos os passageiros se deslocaram para um lado do barco para se esconder do sol. Detalhe: O barco estava sendo concertado sem que os passageiros tenham sido retirados. É o fim da picada!

A 2a. e muito pior: Os 6000 “estudantes” que fizeram o congresso da une em Brasília, esculhambaram, depredaram instalações e até defecaram nas hortas educativas e comunitárias das escolas cedidas a eles. Detalhe: Este ano a une recebeu 1 Milhão só para reerguer a casa do estudante no Aterro do Flamengo + 2,5 Milhões para despesas e manutenção. Teve seu congresso divulgado na imprensa e é mais um aparelho dos partidos do governo na sociedade. Agora dizem que vão acionar na justiça. Para que? O dinheiro que eles usarão para pagar será nosso. Getúlio fez pelegos nos sindicatos. Lula e sua tropa fez pelegos em todas as instâncias da sociedade.

Maria da Fé – MG

Neste último final de semana fomos conhecer Maria da Fé, próxima de Itajubá, cidade onde amigos nossos têm parentes. Pessoal cordial e hospitaleiro, gente boa mesmo. E fazem comida e doces muito bons. Hunnnnnn!

Lá pudemos conhecer as experiências da EPAMIG, em particular o desenvolvimento das oliveiras para extração de azeite e de mudas de frutas adaptadas ao clima frio (marmelo, pessego, amora, pera, maçã e uva). Voltarei em setembro ou outubro para comprar algumas para testar em Piedade.

Também fomos conhecer os expoentes do design Domingos Tótota www.domingostotora.com.br e  Leonardo Bueno www.leonardobueno.com e artesanato sustentável www.gentedefibra.com.br, www.fibrascomarte.com.br e www.monticruz.com.br.

O projeto Gente de Fibra já tem 11 anos.Teve Domingos Tótora a frente por 10 anos e agora já anda com os próprios pés e mãos. Tem muita coisa bonita para se ver e comprar.

A noite fomos ao clube e ouvimos Ivan Vilela, em cara lá da região que toca viola caipira, é professor na USP e contador de causos. Pena que o som estava ruim. O cara merece melhor infraestrutura.

A paisagem é muito bonita. Do alto do “pico” dá para se ver a pedra do baú em Campos de Jordão. O que mais impressiona são as seqüências de montanhas que se perdem no horizonte. 

Tudo muda, nada muda (1) UMBRIA

Nesta semana recebi um telefonema do Sandro e fui conversar com ele hoje. O discurso oficial é que percebeu que eu havia me afastado da Associação e não gostaria que isso acontecesse. Por isso e para mostrar que duarnte o período em que é o presidente muita coisa foi feita quis falar comigo.

Eu aproveitei para deixar claro a ele que não aceito, em nehuma hipótese, o fato de ter sido escrita uma carta com timbre da Associação para fazer propaganda dele ao Senado. Apesar de ele afirmar que não teve nada a ver com aquela atitude, eu não acredito e disse isso a ele.

Na prática o que me pareceu é que ele percebeu que há uma movimentação (especificamente da Oriana, Valéria, Silvia e da Sra. Nicoleta) e que isto pode desenbocar numa chapa sem ele para as próximas eleições. Não sei até que ponto me convidar significa que está completamente isolado ou significa que ele quis fazer certas aferições, se eu estava participando de algo, se sabia de alguma coisa, enfim aumentar a munição. Aproveitou para fazer, veladamente, sugestão de que, dependendo da situação, pode sacar contra os possíveis concorrentes o artigo do Estatuto que determina a exclusão de associados que faltem a 3 assembléias convocadas. Um anacronismo deste nosso estatuto bem como a falta de cobrança para ser associado.

Eu seria um dos últimos a interessar para contatos políticos, como tem ocorrido desde que comecei a participar, tanto para ele como para os outros. Na verdade acho esta associação e outras similares, um conjunto de pequenos ”grupos” de pessoas que se conhecem há muito tempo e que, de alguma forma, acham conveniente e interessante manter estas relações, com vistas a ganhar algo, seja uma passagem, uma facilidade aqui, outra ali. Como isto não é meu foco eu não interesso!

Fiz ele saber que tanto tenho motivos para não participar com ele como com qualquer outro grupo, até porque além de não considerarem as propostas apresentadas por mim para discussão, comecei a ver algumas idéias similares sendo postas em prática (recadastramento, eventos com cobrança. site na internet, etc.). Espero que pelo menos as idéias vinguem e que um dia percebam que uma associação como esta para ser atual deve mudar completamente a forma de ver seus (possíveis) participantes. A maioria não é mais de italianos nascidos lá ou filhos como eu. São netos, bisnetos, etc que precisam ser sensibilizados para se interessar pela história e cultura.

E fiz saber que não participarei de nenhuma chapa, pelas razões expostas acima, mas que me julgo na obrigação de participar das reuniões (sérias) até o final deste mandato em 2010.