Sobre Ubaldo Angelini

Produtor rural - Sítio Rancho Alegre - Vila Élvio - Piedade - SP

Felipão, nunca antes neste país….

Felipão, pagou por montar o time em cima do Neymar. Não viu isso acontecer nas mãos do Muricy? Teimoso e incompetente. Retranqueiro! Não soube convocar e aí ficou sem opção na hora que precisava variar o jogo. Não se ganha jogando com ponte aérea entre a defesa e o ataque. Tomou um vareio de tática do Lowe!!!!!!

David Luiz, este povo não precisa de futebol para ficar “feliz pelo menos uma vez”. Talvez você esteja muito longe e não saiba que por aqui as coisas mudaram. Mesmo tendo que suportar 12 anos do PT no governo federal e uma classe política mediocre.

Thiago Silva, para com essa de chorar e joga bola. É só isso que um futebolista precisa fazer. Mais nada!!!!!!!

Já chegamos aqui sem ter direito. No jogo contra a Colombia, o gol deles foi legítimo e o 2o. nosso saiu logo depois de uma falta que não houve.

É isso!!!!

Norma da ABNT

Hoje entra em vigor nova norma da ABNT que exige a participação de profissionais para reformas de qualquer tipo. É o tipo de norma que vai pegar primeiro em cidades como São Paulo onde a cobrança de responsabilidades é maior. As administradoras de condomínio certamente vão aderir para não correr riscos de serem responsabilizadas posteriormente.

É um assunto interessante porque de uma lado temos uma sociedade que não conhece nossas aptidões e portanto não sabe que precisa de nossos serviços. Por outro lado há um enorme contingente de profissionais que não sabem fazer o serviço e oferecer algo vantajoso aos clientes.

Seria o mundo ideal se todos contratassem nossos serviços e se, ao contratarem recebessem algo que valesse a pena. É uma oportunidade de se criar e consolidar um mercado muito interessante mas não sei se será aproveitado corretamente pela sociedade e pelos profissionais. Vale a torcida

Sobre o momento que passamos…

Tenho reparado que todos do meu círculo de amigos estamos em fase de transição e, por mais que tenhamos tentado nos preparar, este momento tem sido difícil, para uns mais e para outros menos. Em geral depende do projeto de vida anterior e dos anseios futuros para que esta dificuldade seja maior ou menor.

Parece que aqueles que optaram por uma vida empreendedora têm mais dificuldades em decidir parar de agir. Parar de trabalhar parece mais fácil na teoria do que na prática mas é viável. Parar de agir já é outra situação. A maioria “topa” parar com as atividades que até agora foram responsáveis pela vida profissional e por fazer patrimônio e base de segurança financeira mas não “aceita” muito bem escolher como razão de vida para a próxima fase algo que não seja de alguma forma um novo empreendimento, mesmo que não signifique renda financeira. Tem que ter o sabor do desafio, do contrário não serve!

Tem sido um agradável, embora as vezes sofrido, aprendizado conversar sobre este tema com minha esposa, meu irmão, os filhos e os amigos mais próximos.

Amigos são muito bem vindos, de presente!

Outro dia recebi amigos em casa para comemorar meu aniversário e foi muito bom. Além de ganhar presentes, o que não é muito meu perfil, ter estes amigos, ainda que de vez em quando, por perto é bem legal.

No meu caso ainda fico orgulhoso de ter pessoas da família próximos que são como amigos. Isto não é pouco porque como sempre disse, amigos a gente escolhe. Quer dizer que fui escolhido como amigo deles além de ser parente. Para quem veio de uma família como a minha onde a regra era brigar entre si isto por si só é um presentão.

Para completar me deram presentes bem interessantes que conforme for aproveitando vou registrando por aqui.

Estufa: Inicio de uma nova etapa

No domingo conseguimos cobrir nossa primeira estufa profissional. São 4 túneis de 8,00 x 42,00 o que dá 336,00 m2. No Total serão 1.344,00 m2. Daqui para frente é uma nova etapa, mais profissional e mais tecnológica. A experiência com a estufa pequena foi sensacional. Pudemos observar o comportamento da produção e medir, ainda que preliminarmente, fases como tempo de crescimento, tempo para início de produção, duração da produção e ritmo de maturação das plantas. Percebemos claramente que o controle da temperatura é fator essencial para obter melhores resultados em qualidade e quantidade.

Metade do espaço será ocupado por pés de Aji Amarillo, nosso carro chef atual. Em 25% vamos plantar tomate, a princípio “momotaro” e “holandes” e no restante 25% vamos experimentar outras pimentas (peruanas e mexicanas), tomate tipo uva, mini legumes e outros produtos de nicho.

Um Matemático!

Ontem tivemos uma excelente e maravilhosa notícia. O Julio passou e portanto está formado. É um Matemático! Mais uma etapa vencida e a vida para continuar. Daqui para frente é realmente com ele. Da nossa parte: Missão cumprida e muita felicidade!

Parabéns Julio e boa sorte, de todo coração!!!!!!!!!

Protestos? Muita incoerência!!!

Ouvi no rádio que o custo total do sistema de ônibus é de R$ 6.500.000.000,00 por ano. Seis bilhões e meio! E que para pagar este custo sem subsídio a tarifa seria maior do que R$ 4,00.

Portanto: R$ 6.500.000.000,00 / R$ 4,00 = 1.625.000.000 de viagens / ano, ou 135.417.000 viagens / mês ou 4.513.889 viagens / dia.

Considerando 2 viagens por dia para cada pessoa o sistema atende aproximadamente 2.956.945 pessoas por dia. Isto equivale a 20,73% da população da cidade que foi medida pelo IBGE em 10.886.518 habitantes. Se contarmos a população da grande São Paulo a porcentagem cai ainda mais.

As perguntas são: Porque temos que deixar mais do que 20% dos principais eixos de circulação para estes 20% e porque tanto barulho para atender 1/5 da população da cidade?

Um pão gostoso com o novo levain

Enquanto não faço o novo levain com farinha comum vou usando o de farinha integral. Mudei um pouco a forma de fazer e deu certo.

1a. fase: (12:30hs) Juntei 110 grs. de fermento + 140 grs. de água + 180 grs. de farinha integral. Amassei por 2 minutos e deixei para crescer. Depois de 2 horas (14:30hs.) reamassei porque não havia crecido nada. 4,5 horas depois de reamassar havia crescido e passei a 2a. fase:

2a. fase: (19:00hs.) Acrescentei 180 grs. de água, 150 grs. de farinha integral e 90 grs. de farinha comum + 12 grs. de sal. Como pode se ver a quantidade de material agregado em relação a massa original é bem menor do que a 1a. fase. (21:00hs.) 2 horas depois havia crescido bem e então reamassei e enformei. A massa não estava muito firme por conta da quantidade de água. Dividi 600 grs. numa forma e os 275 grs. restantes formatei em um mini filão e coloquei numa assadeira pequena e aberta.

3a. fase: (8:00hs.) Coloquei para assar 20 minutos a 240o.C e mais 20 a 200oC. Ficou bem gostoso. O pequeno filão ficou meio abaixado mas mesmo assim macio. O sal está no ponto.

Ainda sobre o “Levain” feito de abacaxi

A experiência com o novo levain ainda não acabou. Fiz o fermento com farinha integral e depois resolvi manter 2 fermentos sendo 1 com farinha integral e outro com farinha comum. Não sei porque mas o fermento com farinha comum não sobrevive. Resolvi agora fazer um novo a partir do zero com farinha branca.

O fermento com farinha integral está bom e foi unânime a opinião de que o pão feito com este novo levain (de abacaxi) é mais leve, mais gostoso e com sabor menos acentuado do que o anterior (de batata).

O primeiro pão com o novo levain

1a. experiência:

Peguei o que tinha de levain, reservei 50 grs. para guardar e fiquei com 500 grs. para fazer o pão integral. Aos 50 grs. acrescentei 100 ml. de água mineral e 200 grs. de farinha de trigo interal. misturei bem e guardei em um pote de margarina de 250 grs. tampado na geladeira. É a minha reserva. Os outros 500 grs. guardei na geladeira e retirei no domingo cedo para voltar a temperatura ambiente.

Juntei 800 grs. de farinha integral, 400 grs. de farinha branca de melhor qualidade, 600 ml. de água, 15 grs. de sal e os 500 grs. de fermento. Amassei bem e coloquei para descansar em uma bacia por 4 horas. Ao fim deste processo havia 2,4 Kgs. de massa que dividi em 3 formas. Cooquei para fermentar às 17:00hs. do domingo e às 5:hs. da manhã da segunfa feira pus para assar, primeiro 30 minutos a 240o.C e depois mais 30 minutos a 200o.C. Não cresceu o que eu esperava, assou um pouco demais mas o sabor promete. A próxima experiência vou fazer com outra proporção.